O Circuito

O circuito brasileiro é organizado pela Confederação Brasileira de Bodyboarding desde 1999. Ele é o principal e mais importante circuito profissional do Brasil.

O Circuito já passou pelos principais pólos do esporte no país dentre os quais destacamos Arroio do Sal(RS), Florianópolis(SC), Balneário Camboriú(SC), Guarujá(SP), Rio de Janeiro(RJ), Niterói(RJ), São João da Barra(RJ), Macaé(RJ), Farol de São Thomé(RJ), Rio das Ostras(RJ), Búzios(RJ), Vila Velha(ES), Salvador(BA), Porto de Galinhas(PE), Fortaleza(CE), Aquiraz(CE).

De 3 a 5 competições são realizadas anualmente no circuito nacional. Clique aqui para visualizar o calendário.

As categorias que formam o circuito Brasileiro são:

PROFISSIONAL MASCULINO

A categoria Profissional Masculino reúne a elite profissional do bodyboard. Os primeiros 16 colocados do circuito são chamados de Top 16. Eles entram direto na terceira fase onde aguardam os outros profissionais vindo das fases de triagem para formarem suas baterias. Ao fim do ano o atleta que estiver mais bem ranqueado na categoria será coroado o campeão brasileiro profissional. A partir de 2012 o ranking brasileiro foi unificado permitindo que um atleta vindo das triagens(pro trials) seja campeão brasileiro.

PROFISSIONAL FEMININO

A elite do bodyboard feminino é conhecida como Pro Girls. Nela as mais belas e radicais atletas competem em busca do tão sonhado título de campeã brasileira profissional.

OPEN MASCULINO E FEMININO

É formada por atletas que não são profissionais. Não há limite de idade para o atleta competir.

SUB 16

É formada por atletas do sexo masculino que tenham até 16 anos feito no ano de disputa do circuito. Ao final do circuito são conhecidos os campeões nacionais de suas respectivas categorias.

MASTER 35

É formada por atletas que tenham 35 anos ou mais no ano de disputa do circuito e que não tenham competido a categoria profissional nos últimos 2 anos.